quinta-feira, 30 de maio de 2013

S.O.S VIDA ( POESIA COLETIVA )



Tímidas flores entre fendas 
-desabrocham-
colorindo o concreto cinza



Aline Romariz





Flores desabrocham em pleno concreto
Selva de pedra,natureza de peito aberto
Seres humanos tão introspectos
Esquecem e maculam a vida...



Elenite Araujo








E cresce a flor lilás... de cores tantas
Por entre duras rochas orvalhadas
E a natureza, silenciosa, grita:
Meu Deus, me falta ar, me falta água!!



Geraldo Aguiar









o sereno aconchego lágrimas
expulso machados e serras,
visto o verde da terra,
permanente, o milagre da vida...



Wilson Caritta








E o que ainda esperar da humanidade
Sem água, sem árvore, sentimentos e sem flor
Se dentro de nós a confortável crueldade
Superou o imprescindível, o próprio amor



Oneida Nascimento





Colorindo a paisagem
cinza e bruta do concreto
solitário e amarelo
floresce o ipê



Lu Narbot










E floresce na teimosia
porque valente,
a natureza insiste em colorir
o que o homem polui e destrói



Angela Ramalho








Entre as tímidas flores desabrochando!
está um belo passarinho cantando
canções tituladas de esperança
a terra pode mudar e suas gentes
basta respeitar as leis da natureza...



Beti Martins







A flora guerreira
Espalha o grão,
No silêncio da seiva
Faz sua revolução.



Valéria Pisauro










luta entre a crueldade dos homens
o verde é o sangue do planeta
é o amor acontecendo
mesmo que uns não queiram



Adriane Lima














8 comentários:

  1. É tão bom fazer parte dessa família!! Amooo

    ResponderExcluir
  2. Poema para o dia da natureza

    A NATUREZA CHORA


    Bate o martelo
    Corta o serrote
    Madeira que desce
    Porta que corre

    Corta o serrote
    Grita a madeira
    Serra da morte
    Destrói vida inteira

    Madeira que desce
    Árvore que chora
    Floresta que padece
    Vida que implora

    Porta que corre
    Medo que impera
    Confiança que escorre
    Esperança que emperra

    Paulo cesar coelho
    ANLPPB- 09

    ResponderExcluir
  3. Adorei participar! É a primeira vez que participo de uma poesia coletiva. Ótima experiência!

    ResponderExcluir
  4. Estarei acompanhando e divulgando...abraços

    ResponderExcluir